11 de Fevereiro de 2009

Leitura para esposas e maridos, mesmo que não sejam eternos…

eterno-marido.jpg

Como já disse aqui, ando cercando a obra de Dostoiévski, a idéia é lê-la por completo, ainda estou longe, na verdade perto, uns 3 livros assombram meu criado mudo…

O eterno marido é um teste a frieza de sentimentos. Durante vários trechos fiquei a imaginar quem estava sendo efetivo, se era a vingança o sentimento buscado, a quem de fato o marido era ligado, a filha serve para que, e a ex-mulher de ambos? Conclui, se é que conclui, que é um livro masculino, sim, as mulheres cedem as “tentações” mas essas são analisadas do ponto de vista masculino. Por que alguém admite ser corno? Como o amante se porta diante do marido? Se aquele marido queria vingar-se, que táticas dispunha? Como quase voltou para a situação original?

Se você tem nesse momento alguma relação extra-conjugal coloque um pouco das ameaças russas no menu da sua vida, elas não vão melhorar o relacionamento, mas darão a ele uma dimensão e uma trajetória possível, pelo menos na literatura.

São muitas perguntas num texto que finge levar para um caminho e não chega. Mas nessa trajetória, mostra bastante do humano. Ah, descubra lá o que é ser um eterno marido, e veja se você leva jeito para a coisa, eu, tô fora.

Comentar